Acontecendo

Geogames entra na reta final nas escolas municipais de Caraguatatuba

0

Os alunos da rede municipal de Caraguatatuba prosseguem seu aprendizado de Geografia de forma lúdica, por meio do projeto Geogames, criado pelo professor de Geografia, Antonio Carlos Oliveira, da EMEF Prof. Antonio de Freitas Avelar. Nessa quinta-feira (14/03), foi a vez da seletiva do Geogames, na EMEF Profª Maria Aparecida Ujio (Porto Novo). Os alunos que representarão a unidade escolar na final, dia 29, no Teatro Mario Covas, são Adriano dos Santos Ramos, 9ºB, e Cauã Barbosa Machado, 9ºC. Os dois conquistaram, respectivamente, o 1º e 2º lugar.

De acordo com o campeão, o projeto Geogames abriu uma nova perspectiva do mundo para ele. “Estudei e treinei durante um mês na plataforma do jogo. Antes, só sabia onde está localizado o Brasil e a América do Sul. Agora, também sei onde fica o Sudão, Mongólia, Chade e outros lugares. Tenho a visão do mundo por inteiro”, afirmou Adriano.

Já o vice-campeão, Cauã Barbosa Machado, 9º ano C, avaliou que o jogo foi difícil e com muito bons competidores. “Treinei muito na escola e em casa. Antes não conseguia achar a localização dos países, como por exemplo, Miamar. Aprendi a localizar nos mapas países e cidades. O Geogames facilitou muito o aprendizado”, disse.

Para o diretor da unidade escolar, Fábio Luís dos Santos Coelho, esse projeto foi um sucesso. “Todos os alunos que participaram, ampliaram a visão do mundo. Muitos se superaram como o Adriano, que não tem computador em casa, mas diariamente vinha para escola estudar no laboratório de informática e acabou vencendo a competição”, ressaltou.

GeoGames – A proposta vem sendo colocada em prática desde 2017, do 6º ao 9º ano, na EMEF Prof. Antonio de Freitas Avelar (Estrela D’Alva), pelo professor de Geografia, Antonio Carlos Oliveira, o Lula.

Ele substituiu as aulas tradicionais de “decoreba” por práticas lúdicas onde o aluno descobre cidades, estados e países em jogos virtuais.

“O Geogames cria estratégias de localização e memorização, capazes de despertar interesse e aumentar a participação dos estudantes na disciplina de Geografia”. O objetivo é ampliar o repertório dos conhecimentos espaciais das

crianças e adolescentes; proporcionar habilidades de identificação em mapas; permitir o protagonismo juvenil na construção dos saberes; e potencializar a alfabetização e letramento cartográfico de modo divertido”, explicou Ricardo Quirino, professor da equipe do Apoio Pedagógico, responsável pela organização do Geogame.

A prática pedagógica deu tão certo que o GeoGames foi expandido este ano para outras unidades escolares. As regras do jogo são simples: todos do 6º ao 9º ano poderiam participar das seletivas que se encerram hoje (15).

Em cada escola, os estudantes passaram por cinco etapas: localizar continentes, cidades brasileiras, países da América do Sul, estados brasileiros e Distrito Federal e, por fim, 58 países importantes nos cinco continentes.

Os dois alunos melhores colocados de cada unidade encaram a final, na próxima sexta-feira, dia 29, durante o Educatech, no Teatro Mario Covas.

Haverá premiação para os três primeiros colocados: 1º lugar, um smartphone; 2º lugar, um tablet; 3º lugar, uma bicicleta.

Mães escolhem ‘Capitã Marvel’ para a próxima edição do CineMaterna no Taubaté Shopping

Anterior

Jacareí – SAAE realiza 2ª edição do projeto ‘Conhecendo o Ciclo do Saneamento em Defesa da Água’

Próximo

Relacionados

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Acontecendo